C&T.jpg

Editorial do jornal Pensar a Educação em Pauta, 11 de agosto de 2017.

Há pouco mais de um ano – e que ano! – uma das primeiras providências do governo golpista foi a de tentar entregar o comando do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação para um pastor fundamentalista. Não deu certo. Então, ele (con)fundiu o Ministério com o das Comunicações, historicamente um balcão de negócios das grandes empresas de comunicação no Brasil. Naquele momento já se anunciava que o financiamento da ciência e tecnologia, definitivamente, não seria uma coisa importante na ponte para o passado que vinha se pavimentando com o golpe.

Continue lendo aqui.

 

Anúncios